Notícias

No dia 12 de Abril de 2017, foi noticia que uma senhora catequista, da cidade do Porto, foi vitima de ameaças e perseguições por parte de um individuo que se fez passar por detetive privado.

Perante a noticia, a Liga dos Detetives Privados Portugueses e Europeus (LIDEPPE) já efetuou um comunicado na sua página oficial lamentando o sucedido, mas que admite não ser caso único.

É sabido que têm surgido cada vez mais, publicações e anuncios alusivos á prestação de serviços no âmbito da investigação privada, por pessoas que se assumem como detetives privados sem o serem, estes anuncios surgem quase sempre em diretórios gratuitos, onde á espreita se encontram os prevaricadores que corrompem e destuam a verdadeira imagem do detetive privado, e por muitas das vezes burlando os clientes, que por vergonha não apresentam queixa.

Nuno Pinto

__________________________________________________________________________